Após vários dias sem ofertas, preços de fertilizantes sobem 20% | SEE

O produtor que queria comprar fertilizantes após o início da guerra não estava obtendo sequer cotação de preços. Na quinta-feira, 03, no final do dia, alguns preços na faixa de 1000 por tonelada surgiram, segundo Jeferson Souza, especialista em fertilizantes da consultoria Agrinvest Commodities. Isso representa um alto de cerca de 20% sobre um preço de fertilizante que já estava nas alturas. Em um ano, os preços dos diferentes tipos de fertilizantes já haviam subido entre 100% e 220% porque o gargalo está bem antes da guerra. Os produtores de Mato Grosso, por exemplo, que normalmente já teriam 70% dos fertilizantes comprados para a safra 22/23 agora são apenas 60% contratados. Muitos deles deixaram de fechar contratos este ano esperando uma queda do dólar e até mesmo os preços dos produtos. Mas com a guerra essa situação tende a se agravar.

A Associação de Produtores de Soja já está recomendando aos produtores que usem apenas a reserva de solo no plantio deste ano. Ou seja, sem fertilizantes.

Para tentar reduzir um pouco a dependência russa no curto prazo, o governo tentará negociar com os canadenses para ampliar a compra dos fertilizantes. Mas os fornecedores já disseram que não vão aumentar significativamente a produção porque não podem correr o risco de a guerra acabar e normalizar a entrega da produção russa. A Ministra Da Agricultura, Tereza Cristina, disse em entrevistas que o Brasil está tranquilo para a safra 2022/2023 e que terá estoques de passagem de fertilizantes até outubro. Mas a Associação Nacional para a Difusão de Adubos (Anda), que foi citada pelo ministro como uma das fontes de informação, divulgou nesta quinta-feira, 03, que os estoques são suficientes até março.

Produtores de Mato Grosso precisam ter os fertilizantes entregues em suas terras até o fim de agosto, início de setembro. Isso significa que eles precisam garantir a compra até junho e julho. Ou seja, tudo passa a depender da duração do tempo de guerra. O relógio está marcando.

*Quer receber alerta a partir da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos por Twitter e acique a campainha.

Continuar após a publicidade

  • Leia mais
  • Mais lidas

1Política Putin invadiu a campanha presidencial brasileira2Política A primeira vítima brasileira da guerra de Putin 3Brasil A mensagem da diplomacia ucraniana a Jair Bolsonaro no Brasil4Política Lula marcou um gol internacional5Brasil O arriscado PT plano para ganhar os votos dos brasileiros