Startup brasileira de NFTs esgota 3 mil tokens e fatura R$ 2 milhões

[ad_1]

A Lumx Studios, uma startup do Rio de Janeiro que desenvolve experiências no metaverso, faturou mais de R$ 2 milhões em menos de dois dias. Como? Entrando no mercado de tokens não fungíveis (NFTs) com a coleção 55Unity.

Até o momento, é o maior projeto de colecionáveis ​​brasileiro, com 3 mil tokens esgotados em 48 horas. O cliente compra um avatar que pode ser usado como foto de perfil em redes sociais e jogos. Também tem como usar o NFT como “passe” para um jogo online do próprio Lumx, tomando decisões em tempo real.

publicidade

Esse seria o equivalente à Bored Ape, que é a coleção de artes em NFT mais conhecida, com macacos entediados personalizados de acordo com quem comprou cada peça. Famosos como Neymar, Justin Bieber e Madonna foram alguns que adquiriram os itens.

Leia mais:

Um dos primeiros clientes da Lumx é a grife Reserva, a qual lançará a sua primeira coleção de NFTs. A ReservaX será uma versão em toy art do pica-pau da marca com o nome de Pistol Bird. Já o outro projeto é o CryptoAngels, cocriado com Marc Sparks e DOMA Collective, os artistas com exposições permanentes no Museu de Arte Moderna de Nova York.

“Esse ainda é um mercado a ser desbravado e com sua linguagem própria. As chances são muito grandes, então estamos ajudando marcas neste ponto”, disse o CEO da Lumx, Caio Barbosa.

Fonte: Exame

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? inscreva-se no nosso canal!


[ad_2]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.